Últimas Notícias

Novidades de março

Durante o mês de março estivemos muito ocupados aqui no mosteiro com obras, retiros, palestras e visitas de monges do exterior.

Reflorestamento

Com a liderança do André, centenas de mudas de árvores nativas foram plantadas perto de uma das divisas do terreno.

Cozinha

Nossa cozinha foi completada e agora já está em funcionamento. Com isso, as pessoas que vêm se hospedar no mosteiro não precisam mais encomendar refeições na cidade, há um voluntário responsável por preparar as refeições. Para mais detalhes sobre como passa a funcionar as refeições durante sua estadia no mosteiro, veja: https://suddhavari.org/endereco-contato/

Escritório

A obra do escritório progrediu bastante já passou dos 50% de conclusão. Quem sabe dentro de um ou dois meses já estará terminada. Quem quiser mais detalhes da obra, pode visitar: https://suddhavari.org/projetos/escritorio/

Cabana monástica

Com a conclusão da cozinha, os pedreiros que estavam trabalhando naquela obra passaram a trabalhar na construção de mais uma cabana monástica. Para conseguir levar o material até o alto do morro tivemos que adaptar um guincho e improvisar um carrinho para fazer o transporte. Quem quiser doar para a construção ou saber mais sobre essa obra, basta visitar: https://suddhavari.org/projetos/cabanamonastica1/

Ajahn Chandapalo

Ajahn Chandapalo passou quase uma semana no mosteiro, conheceu a região e as pessoas, transmitiu ensinamentos, liderou um retiro de nove dias, visitou São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro. Ele parece ter gostado muito da visita, demonstrou satisfação com o progresso das obras do mosteiro e ficou impressionado com a qualidade e dedicação da comunidade laica. Foi a primeira vez que ele presenciou um projeto dessa magnitude sendo realizado somente por pessoas locais, sem auxílio de comunidades asiáticas ou recursos enviados do exterior. Também ficou muito tocado com a dedicação e disposição das pessoas que diariamente oferecem comida aos monges, algo raro de se encontrar fora da ásia.

Ele deixou um convite a todos que puderem ir visitá-lo no mosteiro dele na Itália, e acho que não vai ser difícil convencê-lo a retornar ao Brasil para mais uma visita no futuro.

Ajahn Subhaddo

Ajahn Subhaddo liderou o retiro da Casa de Dharma em São Paulo e depois veio passar alguns dias no nosso mosteiro. Gostou muito do ambiente e clima, também ficou muito tocado com as pessoas que preparam e trazem as refeições aos monges. Após uma curta estadia, viajou ao Rio de Janeiro junto com Bhante Rahula e Ajahn Mudito para se encontrar com Ajahn Chandapalo, seu antigo professor.

Bhante Rahula

Bhante Rahula foi uma figura crucial para a sobrevivência da Sociedade Budista do Brasil, e mês passado teve a oportunidade de visitar o mosteiro e ver como seus esforços no passado agora dão frutos. Apesar de ainda um pouco decepcionado de termos tido que abrir mão da antiga sede da SBB no Rio de Janeiro, sua tristeza logo se transformou em alegria ao ver o mosteiro em estado avançado de construção. Antes de termos decidido nos estabelecer em São Lourenço, o próprio Bhante Rahula havia sido o primeiro monge a visitar o terreno e dar seu parecer, e agora, dois anos depois daquela primeira visita, o local já está completamente transformado, cada vez mais tomando forma e face de um verdadeiro mosteiro de floresta como os encontrados no Sri Lanka e Tailândia. Ele gostou muito da forma como escolhemos dispor as edificações, separando a área de retiro da área de acesso ao público geral.

Após alguns dias no mosteiro, viajou ao Rio para reencontrar os velhos amigos da SBB, Ajahn Chandapalo – a quem não via há décadas – ensinar Dhamma, e aproveitar para visitar a antiga sede em Santa Teresa e ver como agora está sendo utilizada pelo grupo que adquiriu a propriedade.

Ao fim de sua visita, ao ser perguntado sobre o que ele achava do andamento do projeto, sua resposta curta em português foi: “MARAVIIIIIILHA!!!”

Partida do Ajahn Amnat

Ajahn Amnat ficou conosco por três meses e agora retorna à Tailândia a pedido do seu mestre, Luang Pó Liem. Ele gostou muito do Brasil, do clima ameno de São Lourenço e das pessoas que encontrou. Esperamos que no futuro posso retornar para uma estadia maior.

 

E por enquanto é só.

Esteja sempre atualizado!

Inscreva-se para receber um email sempre que houver uma nova publicação no nosso site.