Novo Estatuto da SBB

16 de janeiro de 2018
Publicado em Notícias
16 de janeiro de 2018 ajahnmudito

A Sociedade Budista do Brasil é a entidade jurídica por trás do Mosteiro Suddhavāri e recentemente concluiu o processo de mudança de seu estatuto anterior, criado com o objetivo de ser um centro laico de budismo, para um modelo mais apropriado a dar suporte a uma entidade monástica. Nesse novo modelo, aos monges é dado poder para supervisionar a administração da entidade e rapidamente interferir caso julguem necessário. Isto é importante pois como nosso próprio projeto é prova viva, quando há a presença da sangha monástica, há muito mais disponibilidade das pessoas a oferecer suporte financeiro. Uma vez que a regra monástica (e o bom senso) estabelece que é dever dos monges garantir que os recursos oferecidos estão de fato sendo utilizados para os fins apropriados, é importante que eles tenham poder para interferir no processo administrativo.

Outro detalhe importante é a participação de abades de monastérios no exterior, que terão o dever de acompanhar nossas atividades e garantir que estamos agindo de acordo com os padrões de conduta de Wat Pah Pong e o modo de treinamento de Ajahn Chah. Mas é necessário ressaltar que isto ainda não é equivalente a ser uma filial oficial de Wat Pah Pong. Para tornar-se uma filial é preciso, após apresentar seu caso perante a Sangha, passar por período de cinco anos de observação. Isto é feito como teste para saber se o mosteiro de fato consegue subsistir por conta própria naquele país, tanto no que diz respeito a recursos financeiros como a recursos humanos. Se o mosteiro consegue sobreviver cinco anos e apresenta bom nível de prática e disciplina ele então tem direito a pedir que a Sangha o aceite como uma filial oficial de Wat Pah Pong.

Agora que já temos o estatuto adaptado de forma apropriada, a benção de Luang Pó Liem, Luang Pó Sumedho, todos os demais Theras presentes na última reunião de abades na Inglaterra em 2017, ainda mais com Ajahn Pasanno, Ajahn Vajiro e Ajahn Kevali participando na qualidade de Conselheiros Espirituais, tudo isso somado à compra do terreno e o progresso que temos feito com a construção de infraestrutura no local do mosteiro, já é possível para mim começar a planejar apresentar nosso projeto perante a Sangha de Wat Pah Pong em junho deste ano. Vou consultar os monges mais seniores sobre qual a forma mais apropriada de conduzir esse processo. Se possível, vou tentar evitar ter que ir pessoalmente à Tailândia, tanto porque minha presença é necessária para a continuidade das obras, como para economizar dinheiro, como também por eu costumar ficar doente em viagens longas como essa. Mas se a resposta que receber for de que é essencial que eu vá apresentar o caso pessoalmente, então assim será.

No link abaixo há mais explicações e o texto integral do estatuto:

Novo estatuto da Sociedade Budista do Brasil

 

 

Esteja sempre atualizado!

Inscreva-se para receber um email sempre que houver uma nova publicação no nosso site.